sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Resenha: Sozinha no Mundo - Marcos Rey (Vaga-Lume #01)




Sinopse: A mãe morreu. O tio Leonel sumiu. A única conhecida perdeu a memória. Pimpa, de 14 anos, acabou de chegar a São Paulo e está completamente só. Mas uma mulher parece estar muito interessada na garota. Por quê? É o que Pimpa pretende descobrir. Até lá, só lhe resta fugir da estranha mulher que a persegue. Mas para onde ir, quando se está sozinha no mundo?





Os livros da coleção “Vaga-Lume” sempre despertaram o meu interesse. Na época em que eu estava na sétima ou oitava série, muitos dos meus colegas gostavam de ler os livros dessa coleção. As histórias eram todas muito elaboradas e os títulos chamavam a nossa atenção. Havia, por exemplo, no acervo da pequena biblioteca da escola, títulos como: Enigma na Televisão, O Rapto do Garoto de Ouro, O Escaravelho do Diabo, entre muitos outros. Enfim, foram livros que marcaram a minha infância. E com base nisso, decidi começar a ler ou reler alguns desses livros e trazer resenhas para vocês para matar um pouquinho da saudade.



Sozinha no Mundo foi escrito por Marcos Rey. O livro nos apresenta Pimpa, uma garota de quatorze anos, muito amável e esperta, que possui uma linda oncinha e nunca a abandona. Pimpa e a mãe saíram de Serra Azul para ir à São Paulo procurar o “tio” Leonel, que as ajudava com dinheiro. Durante a viagem, no ônibus, a mãe de Pimpa falece. A partir daí, a menina órfã encontra uma família disposta a ficar com ela até que o seu tio seja encontrado, mas é claro que as coisas não acontecem de forma tão simples. Uma mulher, que se diz assistente social, aparece na casa dessa família procurando por Pimpa. A menina, esperta e com medo, dá um jeito de fugir. A fuga é realizada com sucesso, mas agora... Pimpa está sozinha no mundo. 

"Dona Berenice deu em Pimpa um beijo de despedida. Noel pensou em fazer o mesmo, mas cadê a coragem?"

Uma aventura é o que o livro nos reserva. Uma aventura muito especial. Pimpa está sendo perseguida pela mulher que se diz assistente social. Então, não consegue parar em lugar algum. Sempre encontra alguém com bom coração disposto a ajudá-la, mas a menina logo foge novamente, para não ser pega. Ela passa por um parque, uma manifestação feminista, conhece um “professor diferente”, uma “ex” famosa que cuida de cães de rua... São muitas aventuras! Umas, que valem a pena guardar, outras, nem tanto. 

Eu adoro a escrita do autor. Já li outro livro dele e sempre me encanto. O gênero, infanto-juvenil, já me encanta por si só. Eu adorei o humor presente na história. As cenas foram muito bem escolhidas, é possível fazer uma crítica com base nelas. A manifestação feminista, por exemplo. Adorei encontrar algo do tipo em um livro desse estilo, um livro mais antigo. 


Mas há outra coisa que me deixou bastante feliz também e que eu adorei ainda mais. Foi a passagem de Marta Vidal, a mulher que resgata cachorros de rua. Ela se encontra com Pimpa enquanto a menina divide seu sanduíche com um cão faminto. Gente, quase chorei nessa cena. Foi lindo demais! A partir daí, as duas engatam uma conversa e uma amizade. E resgatam o cachorrinho, o que faz o número de cachorros resgatados por Marta aumentar. Com o novato, o número de cães adotados é 34. Muito bacana! 

Por fim, tenho certeza de que as aventuras de Pimpa vão agradar você. A leitura de Sozinha no Mundo nos traz lembranças da infância. E além de nos fazer viajar dentro da história, também é capaz de nos fazer viajar no tempo. Ah, que saudade!


45 comentários:

  1. Heey!
    Aah que delícia de resenha, bateu uma nostalgia ♥
    Eu adorava os livros da série vagalume, o acervo da biblioteca da minha escola também conta com alguns volumes e me lembro de sempre ir pegar mais um para ler ^^.
    Eu ainda não li "Sozinha no Mundo", mas gostei da premissa, vou procurá-lo em algum lugar para ler. Tão bom ver esses livros passando mensagens como feminismo e amor aos animais para um público jovem ♥
    Abraços!
    http://desbravando-o-infinito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né, Guilherme? É uma sensação muito boa reler esses livros que marcaram a minha adolescência. E sim, as coisas que mais me agradam são essas mensagens maravilhosas contidas neles. Não tem como não gostar de ler essas preciosidade!
      Que bom que gostou da resenha, fico feliz.

      Excluir
  2. Eu também amava essa coleção e li muitos livros dela. Não consigo me lembrar se li esse , e mesmo já tendo passado da fase etária a que o livro é destinado ,me deu a maior vontade de ler.
    Ótima ideia a sua... vou acompanhar suas resenhas para matar a saudade.
    Bjsss
    www.apaixonadasporlivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu queria todos os livros na minha estante! <3
      Acho engraçado e mágico porque todos nós sentimos aquela vontade de ler esses livros novamente.
      Oba! Acompanhe sim.
      Beijos

      Excluir
  3. Sua resenha me deu vontade de ler a série vaga-lume,mesmo sendo um livro infantil.
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, que bom! Você ainda não conhecia?

      Excluir
    2. Conhecia mas não tinha vontade de ler,mas agora lerei o mais rápido possivel.
      Bjs!!!

      Excluir
    3. Ah, que bom saber disso! Volte para dizer o que achou.

      Excluir
  4. Oi, Thamiris! Como vai?

    Eu amo a série Vaga-lume e li diversos, aliás, "Sozinha no Mundo" foi um dos livros que li ainda na infância e muito me encanta ver blogs que resenham sobre estes livros.
    Muito obrigado por me proporcionar momentos de nostalgia e lembranças boa de minha infância.

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, vou bem e tu?
      É muito bom saber disso. Fico feliz!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Tha!!
    Nunca li nenhum livro dessa série, mas só de mencionar o movimento feminista já fico animada! Desde cedo as meninas tem que saber sobre seus direitos para terem a oportunidade de lutar por eles.

    Beijão!

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rai,
      Tomara que você leia algum deles algum dia, rs. Vai adorar!
      Beijos

      Excluir
  6. Li muitos desses livros na escola, mas porque era obrigação. Também não reclamo, já que eram maravilhosos. Adorei a resenha, parece que esse livro é tão bom quanto os outros da série! :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "A 5ª Onda", vem conferir!

    ResponderExcluir
  7. Eu amava os livros da coleção VAgalume. Esse não li, mas vou procurar. Tem dois que li e jamais esquecerei: A Ilha perdida e O misterioso caso da borboleta Artíria.
    Ponto de exclamação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda os amo! <3
      Oba, vou procurar esses dois para ler.

      Excluir
  8. Oi! Nossa que nostalgia ver uma resenha dessa coleção de livros ♥ Li todos mas a muito tempo, se encontrar preciso reler hahaha

    Conheci seu blog dia e amei, já estou te seguindo! Se quiser conhecer o meu cantinho tbm será super bem vinda!
    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joi. Sinto exatamente o mesmo que você.
      Muito obrigada! <3

      Excluir
  9. Nossa, como eu gostava da Série Vaga-lume, eu tenho uma boa parte da coleção aqui em casa, da época que meus pais estavam no ensino fundamental ainda, e fui criada aprendendo a gostar de cada um dos livros da coleção, já estou com vontade de pegar eles para ler de novo, lembro que amava os livros do Xisto... Assim que tiver um tempinho vou pegar o Sozinha no Mundo para ler.
    Muito legal a iniciativa de relembrar desses clássicos, espero ler suas outras resenhas dos livros dessa série.
    Bjs,

    Juliana Duvi
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoraria ter os livros comigo, mas físicos tenho apenas dois. Esse e "O Rapto do Garoto de Ouro". Eu lembro do Xisto! hahaha
      Que bom que gostou e espero que retorne para ler outras resenhas ♥
      Beijos

      Excluir
  10. Oiee, Vi muita gente falando dessa Série Vaga-Lume e me sinto um ET por não ter tido conhecimento deles na infancia. Mas, também não tinha biblioteca na minha escola e os profressores nem incentivava a gente a ler e sinto ainda hoje as consequnêcias disso. Linda resenha e espero um dia ter a chance de conhecer as tramas mais de perto

    Beijos da Fê
    As Catarina´s / Fanpage / Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda,
      Que dó que você não tenha conhecido os livros na infância :(
      Que bom que gostou da resenha, obrigada!
      Beijão

      Excluir
  11. Meninaaaaaaaaaaaaaaa, tu me fez relembrar agora a minha adolescência que eu lia estes livros e não conseguia me lembrar quais eram... O Escaravelho do Diabo eu lembro! Não sabia que era esta coleção. Eu lembro que tinham milhares deste livros e com todos os temas diferentes e eu sempre lia um monte de suspense! Aiiii dá uma saudade imensa que até vou procurar estes livros agora também! Este eu não li ainda, ou posso ter lido e não me lembrar também!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnnnn! Que coisa boa! hahaha
      Eu quero ler "O Escaravelho do Diabo" ainda. E trazer resenha!
      Que bom que sentiu saudades e vai procurá-los.
      Beijos

      Excluir
  12. Oi Thamiris, tudo bom?
    Eu me sinto bem excluída porque nunca li nem nunca tinha ouvido falar nessa coleção até ver em alguns blogs :s Até onde sei, não tinha nas bibliotecas das minhas escolas e ninguém nunca falou disso perto de mim. Sinto como se eu fosse a única que não conhece rs
    MAs a história parece ser interessante mesmo, não leio muito infanto-juvenil mas não posso negar que as histórias são sempre legais.

    beijos
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nathalia.
      Puxa! Que dó que você não tenha conhecido. São livros riquíssimos!
      Beijos

      Excluir
  13. Olá Thamiris,

    Nada como voltar um pouquinho no momento e reler os livros que tivemos empatia só que agora com outro olhar, gosto de fazer isso sempre que posso, são tantas novas descobertas. Lendo sua resenha fiquei com muita vontade conhecer Pimpa e suas aventuras e claro a salvadora Marta Vidal.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tania!

      Com certeza. Reler é muito bom!
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Obrigada!

      Beijos

      Excluir
  14. Já uns dois livros da serie vaga-lumes, mas esse eu não li e nem conhecia, muito amor pela sua resenha, eu me interessei e vou atras para ler. Parabéns pela linda e fofa resenha
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Thamiris!
    Post absolutamente nostálgico. Que delícia! Vou atrás do livro para que minha prima leia. Essa coleção deveria estar em evidência ainda, foi uma porta de entrada para o mundo de leitura para muita gente há alguns anos... Talvez conseguíssemos tirar nossas crianças dos smartphones também.

    Com carinho,
    Celly - Me Livrando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Celly.
      Com certeza. Mas esse recurso pode ser um meio de leitura também. É necessário um incentivo maior.
      Beijos

      Excluir
  16. Oie!!!
    Puxa amei a resenha!!!
    Tenho alguns livrinhos da coleção que herdei dos meus primos. Porém não conhecia Sozinha no mundo, me parece ser uma história bem emocionante.
    Parabéns pela resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thais. Que bom que gostou, muito obrigada!
      Beijos

      Excluir
  17. Nossa, fiquei emocionada com essa resenha!
    Quando eu era criança li muitos livros da coleção vagalume, o que mais me marcou foi "Coração de Onça", super recomendo!

    Recentemente eu comprei "O Fantasma da Torre, da mesma coleção, pretendo ler em breve.
    Abraços e parabéns pela resenha!

    De Leitor para Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso, Francine.
      Vou colocar "Coração de onça" na lista para poder trazê-lo aqui.
      Meu sonho adquirir todos os livros da coleção ♥
      Muito obrigada!
      Beijos

      Excluir
  18. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar dessa série, mas na minha época de infância não tinha o hábito da leitura. Adorei conhecer a história d Pimpa e saber que ela viveu grandes aventuras. Fiquei curiosa pra saber se essa assistente social queria fazer algum mal a ela.
    Vou anotar a sua dica e quem sabe me filho se interesse.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá e me chamo Luana estou fazendo um trabalho para a escola sobre esse livro, no começo não tinha gostado do livro depois fui me interessando pela história e amei o conteúdo. Amei esse livro <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber disso! O livro é muito bacana. ♥

      Excluir
  20. Sempre gostei dos livros da série vaga-lume, na minha Escola tinha vários dessa coleção e Sozinha no Mundo foi um dos que li. Agora estou reelendo O caso da borboleta Atíria...muito bom. Abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michel, lancei um projeto aqui no blog de releitura dos livros da série, você pode acompanhar. No momento estou lendo "A turma da rua quinze".
      Obrigada pela visita!

      Excluir
  21. eu tenho 11 anos e já li este livro duas vezes em uma hora cada um eu adorei a leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Seja bem-vindo (a) ao blog.
      Que bom saber que você adorou a leitura! Já leu outros livros da série?

      Excluir
  22. Obrigada por trazer tao bonitas lembranças à minha memória. Foi no Brasil que comecei a ler livros de verdade, cuando tinha 9 anos, e se bem era um pouco dificil porque era um novo idioma e eu nao tinha nunca lido um livro, conhecer o português a travês dos livros da serie Vagalume ou outros como Luciana Saudade foi maravilhoso: adorei!!Eu acho que o português é o idioma ideal pra fazer que as crianças cultivem o amor pela leitura e tomara que a juventude brasileira de hoje nao desaproveite esa oportunidade. Obrigada outra vez e dispculpa pelo meu português, faz 30 anos que nao o falo nem o escrevo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosa, ler seu comentário me fez sentir que o meu trabalho aqui no Historiar está valendo muito. Muito obrigada pelo comentário e fico muito feliz em saber que essa resenha lhe trouxe boas lembranças. ♥
      Mas, você poderia me dizer de onde é? Fiquei curiosa!
      Um super beijo.

      Excluir

Seu comentário é muito importante. Obrigada!

Obs.: Caso você não tenha uma conta no Google e não saiba como comentar, escreva o que deseja na caixa de texto acima e na opção "comentar como" selecione "Nome/URL", preenchendo somente o campo nome.

E-mail para contato: thamirisdondossola@hotmail.com